Cinco atitudes que ajudam a evitar roubos e fraudes internas

0

A ausência de rígidos controles internos de governança e de auditorias muitas vezes leva as empresas a registrarem prejuízos por conta de fraudes corporativas.

Muitas vezes, as fraudes começam por conta de oportunidades de acesso à informação.  Iniciam com valores pequenos e depois podem chegar a valores elevados, segundo avalia Luis Vieira, sócio da consultoria Hands-on Solutions.

Em pesquisa feita pela  PwC com 6.337 empresas, de 115 países, em 2015,  12% dos participantes brasileiros revelaram ter sido vítimas de algum tipo de fraude interna, contra 36% da média global. E os prejuízos são calculados entre US$ 1 milhão e US$ 5 milhões.

Apesar disso, poucas empresas dedicam verbas para prevenção de fraude. A oportunidade, associada à falta de controles, cria um ambiente fértil para roubos internos.

Pensando em prevenção, Luis Vieira reuniu cinco atitudes que ajudam a evitar roubos e fraudes na empresa.

1. Verificar antecedentes antes da contratação 
Um processo de contratação forte é fundamental para a saúde e a longevidade de um negócio, de mais formas do que se pode pensar. Os proprietários do negócio devem fazer a devida diligência ao contratar um novo funcionário, verificação de antecedentes e referências em contato. Isso ajudará a eliminar uma grande quantidade de potenciais empregados desonestos desde o início.

2. Ter dois (ou mais) empregados para supervisionar informações financeiras
Atribuir a mais de uma pessoa o controle da contabilidade, pois o roubo é mais provável de acontecer se apenas um par de olhos está sobre as informações.

3. Limitar o acesso a informações
Empregados devem ter acesso apenas aos dados e documentos de que precisam para fazer seu trabalho. Se alguém não precisa de acesso a pagamento de contas e folha de pagamento, não forneça acesso. Coloque os controles de proteção de senha em todos os documentos ou pastas que apenas os gestores devem ter acesso.

4. Realizar auditorias de controles
Realize revisões aleatórias e sem aviso prévio de diversas operações – dentro dos departamentos de estoque e contabilidade, bem como nas áreas de tesouraria, da folha de pagamento e reembolso – para confirmar a sua legitimidade. Após as auditorias, ajuste e implemente novos controles para as fragilidades identificadas.

5. Ajustar sistemas e processos
Tenha certeza de que o sistema pelo qual passam as informações é seguro, faça ajustes, revise as travas. Não adianta ter um sistema de uma grande marca ou de grande utilização mundial se os processos que o antecedem não estão estabelecidos. O sistema é uma consequência do processo, e este é consequência das pessoas.

Embora não exista um método 100% infalível para evitar o roubo em uma empresa, a adoção das medidas de segurança citadas pode diminuir significativamente a oportunidade de roubo dos funcionários.

Fonte texto e imagem: CIO em 14/09/2016

Compartilhe:

Comentários encerrados.